Inscreva-se!

14 de dezembro de 2016

Eu amo amar você | Poesia | Cara do Espelho




Por muito tempo andei sozinho 
Por entre caminhos estranhos
O medo cegava meus olhos
Mas era como eu queria estar
Até que o Sol nasceu e te vi ali
Nunca imaginei que gostaria de gostar de alguém de novo
Eu não tive mais medo
Eu não sei se você sabe o quanto gosto de gostar de você
Eu não sei se já disse isso vezes suficientes
Eu não sei se você sabe o aperto que sinto se você se vai
Eu não sei se meus sinais são claros o bastante
Mas eu gosto tanto de gostar de você
Eu amo amar desse jeito
Mesmo sem jeito
Gosto do gosto de poesia da sua boca
Amo seu toque, amo sua essência
Amo o que vem da alma
Eu amo amar você
Como jamais imaginei que amaria
Eu amo amar você


Diogo Souza, 22 de outubro de 2016, às 20:34

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poesias no Espelho

Postagem em destaque

A grandiosidade de se sentir pequeno | Crônica | Cara do Espelho

Vou me pendurar no lustre, no lustre Vou viver como se não houvesse amanhã (Sia – Chandelier) Você já olhou para o céu numa...