Inscreva-se!

20 de julho de 2016

Passado é terra que não se pode pisar | Poesia




O passado é terra que não se pode pisar
É poeira que se desprendeu dos pés
E não nos pertence mais

É a poeira que às vezes o vento traz de volta
Perturba e incomoda
Arde nos olhos, derrama lágrimas
Irrita e suja o presente

Mas aí se sacode, se limpa,
Sopra e passa um paninho
E deixa o vento levar

Passado é só o presente que já usamos
E não nos pertence mais
Limpemos a poeira
E nos livremos no passado



04 de maio de 2016, às 21:45
Aracaju-SE

Inscreva-se no nosso canal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poesias no Espelho

Postagem em destaque

A grandiosidade de se sentir pequeno | Crônica | Cara do Espelho

Vou me pendurar no lustre, no lustre Vou viver como se não houvesse amanhã (Sia – Chandelier) Você já olhou para o céu numa...