Sentir Eterno | Poesia | Cara do Espelho



Eu sou o seu servo
Seu apoio e ombro amigo
Que sonha por nós dois
E te dá a mão no seu primeiro passo.

Eu sou um bobo
Tirando flores do casaco
Exagerando nas caretas
Só pra te fazer sorrir.

Eu sou o mesmo
E não importa o tempo
Te quero e quero mais perto
Quando sentir que você precisa.

Mas se eu ficar pra baixo
Apenas me aperte num abraço.
Me faça sentir eterno
Cada vez que me der um beijo.

Eu sou um bobo
Olhando o céu e te prometendo estrelas
Dizendo que a magia existe
E está dentro de você.

Eu sou o mesmo
E vou buscar as respostas
Para todas as suas dúvidas
E oferecer mais uma eternidade de felicidade.
Porque você tem essa capacidade
De me fazer feliz com tão pouco
E me deixar louco ao me sentir...
Sentir eterno.




P.S.: Este poema foi iniciado no começo de 2012 e, em 2014, o reencontrei e finalmente concluí.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.